Começar do zero

Sempre falamos horrível que é uma mudança de casa ou o insistentes que é fazer reformas. É verdade que quando estamos em um processo de mudança não é nada agradável ter que guardar tudo em caixas, limpar, carregá-lo, transportá-la… As mudanças não são fáceis, mas mudar vale a pena por que sempre tem como resultado um novo começo, ilusão, esperança, motivação…
Começar do zero
No post de hoje, queremos contar nossas chaves para começar a decorar uma casa a partir do zero. muitas destas chaves também serão úteis se não é a sua primeira mudança e já conta com seus próprios móveis ou decoração.
Se você está em processo de busca de uma nova moradia, o primeiro passo é aceder a um portal imobiliário e buscar sem parar, a oferta é infinita e a certeza de que você conseguir encontrar uma casa que converter-se em “a casa dos seus sonhos”. Você pode economizar um pouco de dinheiro para a compra, se é uma casa para reformar. Mais uma vez contamos com o nosso novo lar, é o momento do transporte e de começar a organizar os espaços.
Quando você começar a pensar na decoração e o design de interiores de sua nova casa, o melhor é partir de uma paleta de cores/materiais. Você pode extrair de fotos de inspiração que você gosta e onde você vê as cores que mais se repetem, o mais comum é escolher um ou dois toques de cor e, em seguida, complementar com tons neutros e materiais (madeira, vidro, alumínio…) . Por exemplo, aqui vemos uma sala de jantar e cozinha com balcão, onde predominam o azul como toque de cor e o preto, branco e cinza como neutros. Tudo isso acompanhado com madeira:
Fonte: MiCasa
Outro exemplo, neste caso, ganha destaque o vidro e os quadros de ferro e uma paleta de cores com tons azuis, verdes e amarelos. Você pode ver aqui em baixo com as fotos maiores:

Chaves para começar a decorar um novo lar
Não corras: começa com o básico e date o seu tempo para encontrar o seu estilo decorativo.
Inspiração: relacionado com o anterior, para encontrar o seu estilo precisará muuucha inspiração… blogs, revistas, pinterest… crie o seu próprio moodboard e busca de padrões que se repetem.
Sem barreiras: o lar é para a livre expressão, assim que escolhe as peças que você gosta, sem pensar muito se combinados com o resto dos objetos que você já tem. Se cada peça escolhida você gosta por si mesma, então será fácil encontrar-lhe um lugar. Jogue com a sua paleta de cores, mas sem ser demasiado rigoroso. Falamos mais sobre este tema por aqui.
A funcionalidade é o primeiro: antes de entrar nos detalhes decorativos, certifique-se de que sua casa é funcional. Ou seja, que atende aos requisitos básicos de conforto para toda a sua família.
O espaço não é um limite: os lares pequenos também podem ter alma, se os metros quadrados são reduzidos, que isso não se constitua um limite na hora de decorar. Com criatividade você conseguirá aproveitar cada centímetro e se sentir identificado com a sua casa. (Você pode ver exemplos, aqui ou aqui)
Decorar é uma evolução: como os humanos, as casas evoluir e se devem adaptar às mudanças. Nunca terminará de decorar a sua casa, é um processo constante e isso é o bonito do interior.
Personalidade e caráter próprio: a sua casa deve ser um reflexo de sua personalidade ou de sua família, não tente imitar os outros, procura o seu próprio estilo e ter uma casa com personalidade e um caráter único. É melhor ficar com poucas peças que reflitam sua personalidade que com muitos, com as que realmente não se identificar.
Mostramos um outro exemplo inspirador do mais, neste caso do estudo Roma
Começar do zero

Uncategorized