O viagra e seus efeitos – Dicas e como usar da forma correta

Viagra é um fármaco que ajuda a tratar a disfunção erétil. Melhora o fluxo sanguíneo para o pénis, e os seus efeitos podem durar até 4 horas.

Disfunção erétil é uma condição comum que pode afetar homens de qualquer idade. Os machos com esta condição são incapazes de alcançar ou manter uma ereção para se envolver em atividade sexual.

A falta de fluxo sanguíneo é uma das causas da disfunção erétil. Viagra pode ajudar a estimular o fluxo sanguíneo para o pênis e ajudar as pessoas com a condição manter uma ereção.

Este artigo discute quanto tempo o Viagra dura, para que serve, e métodos alternativos de tratamento da disfunção erétil.

Quanto tempo dura o Viagra?

Viagra trata a disfunção erétil melhorando o fluxo sanguíneo para o pênis.
Quando uma pessoa toma por via oral, o corpo absorve rapidamente Viagra.

A concentração de Viagra no sangue atinge cerca de 30-120 minutos após tomar a droga-geralmente cerca de 60 minutos.

É possível começar a sentir os efeitos de Viagra a qualquer momento durante esta janela.

Os comprimidos de Viagra são normalmente administrados em doses de 25, 50 ou 100 miligramas (mg). Um estudo mais antigo mostra que o risco de efeitos secundários não aumenta quando se passam de doses de Viagra de 50 a 100 mg. No entanto, tomar uma dose mais elevada irá aumentar a eficácia.

Os efeitos do Viagra variam consoante o indivíduo. Os efeitos de tomar 100 mg de Viagra podem durar até 4 horas após a toma do medicamento. No entanto, a força destes efeitos é mais fraca ao fim de 4 horas do que 2 horas após tomar Viagra.

Como a concentração de Viagra no sangue normalmente atinge o pico 60 minutos após tomar a droga, os efeitos são mais fortes por volta desta época. Portanto, é melhor tomar Viagra cerca de 1 hora antes de qualquer atividade sexual.

É possível tomar Viagra com ou sem comer. No entanto, comer uma refeição rica em gorduras antes de tomar Viagra pode atrasar a absorção, o que significa que o medicamento pode demorar mais tempo a funcionar.

Para que serve é o Viagra?

Viagra ajuda com a disfunção erétil, facilitando para um homem para obter e manter uma ereção. Disfunção erétil é uma condição comum que afeta cerca de 30 milhões de homens nos Estados Unidos.

As pessoas com disfunção erétil têm dificuldade em alcançar ou manter uma ereção, mesmo durante a excitação sexual. A condição pode ter uma variedade de causas, mas geralmente se relaciona ao fluxo sanguíneo pobre para o pênis.

Durante a excitação, as artérias que levam ao pênis expandem-se, permitindo que mais sangue flua através dele. As veias levando o sangue para longe do pênis também se tornam mais estreito. O maior fluxo sanguíneo para dentro e fluxo de sangue restrito para fora do pênis causa-o endurecer, levando à ereção.

Na disfunção erétil, no entanto, o fluxo sanguíneo para o pênis pode ser muito baixo e perturbar a capacidade de obter ou manter uma ereção. Drogas como o Viagra relaxam músculos lisos e aumentam o fluxo sanguíneo para o pênis, facilitando obter ou manter uma ereção.

Viagra só pode funcionar durante a excitação sexual. Se uma pessoa não está em um estado de excitação, Viagra não será capaz de causar uma ereção.

Alternativas ao Viagra Existem muitas outras formas de tratar a disfunção erétil.

Viagra é um inibidor da fosfodiesterase (PDE) 5. Existem vários outros inibidores da PDE 5 que também são úteis no tratamento da disfunção eréctil, tais como Stendra.

Ainda não existe um Viagra Generico, mas vários outros medicamentos têm um efeito semelhante ao , como Cialis ou Levitra.

Ele também pode ajudar a fazer mudanças em áreas de estilo de vida que podem estar contribuindo para a disfunção erétil. Estas alterações incluem:

[su_list icon=”icon: check” icon_color=”#1ed72e”]

  • Tornar-se mais fisicamente ativo
  • Deixar de fumar
  • Perder peso ou manter um peso saudável
  • Redução do consumo de álcool

[/su_list]

mudança de medicamentos que podem causar disfunção erétil
Em alguns casos, a disfunção erétil não tem uma causa física. Por exemplo, pode ocorrer como resultado de estresse ou uma condição de saúde mental subjacente, como depressão. Se a causa é psicológica, psicoterapia ou aconselhamento pode ajudar a tratá-lo.

Há também uma grande variedade de medicamentos complementares e herbais que pretendem tratar a disfunção eréctil, tais como suplementos à base de plantas. No entanto, não há atualmente nenhuma evidência confiável que sugira que qualquer uma dessas abordagens são eficazes para o tratamento da condição.

Há também preocupações de segurança em torno de remédios à base de plantas e suplementos. A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA não aprova o seu uso para este fim.

Quando consultar um médico

Se uma pessoa experimentar disfunção eréctil consistente, deve falar com o seu médico.
É importante consultar um médico após sinais consistentes de disfunção eréctil.

Um médico pode fornecer orientações sobre o melhor curso de ação e como reduzir o risco de quaisquer efeitos colaterais adversos com o tratamento.

A disfunção eréctil é uma questão sensível, e pode ser difícil procurar ajuda profissional. A condição pode ter um impacto significativo no bem-estar. No entanto, uma grande variedade de métodos eficazes para o tratamento da condição estão disponíveis.

Viagra é uma forma útil de tratamento para a disfunção erétil.

É melhor tomar a droga cerca de 60 minutos antes da atividade sexual, e seus efeitos podem durar até 4 horas. Viagra não pode causar uma ereção se houver uma falta de excitação sexual.

Existem vários outros métodos para lidar com disfunção erétil, incluindo tomar outros medicamentos, fazer mudanças de estilo de vida, e procurar terapia ou aconselhamento.

É importante procurar ajuda de um profissional de saúde em vez de tentar tratar a doença sozinho.